terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Recomeçar sempre

A vida é bela!
Não importa o que aconteça,
é sorrindo que sigo.
Chorar as vezes é preciso,
mesmo porque as lágrimas também caem de alegria.

Amo tanto a vida...
Em cada sorriso meu é beijos
que mando para o céu
agradeço cada segundo vivido
cada amanhecer...

Tenho certeza  do encontro com as pedras,
mas ficar apenas chorando não diminui o caminho
Não muda a rota e por mais que tente não há fuga
Enfrentar os obstáculos tarefa árdua
Mas ter coragem de recomeçar sempre, é um prêmio!

Em busca da paz

Em busca da paz,
joguei todas as cartas.
Despida de orgulho,
desci do trono...
Corri desesperadamente.

Por um instante pensei...
Encontrei o tesouro,
um porto seguro.
Mas o que já não é surpresa,
espinhos vão existir sempre,
nas mais belas roseiras.

Em busca da paz...
Descobri que o conflito,
vai estar presente na maioria dos momentos.
Buscando a paz, percebi que ela é moradora fixa,
na nossa consciência.

Em busca da paz,
provei o delicioso sabor de tocar em meu eu...
E mais uma vez constatei que não vou mudar o mundo.
Ter tido a oportunidade de chegar nesta resposta,
foi o êxtase.
Buscar a paz em outro ser é uma busca constante e sem fim.
Decidi então olhar para mim e lembrar que eu existo.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Música

Ponderando sobre a influência da música em nossas vidas, conclui que, inquestionavelmente, a musicalidade integra de forma decisiva muitas de nossas emoções. Podemos sentir a harmonia do universo e viajar através do pensamento e da imaginação. Temos o privilégio de ir ao encontro da magia, provar sensações únicas e intransferíveis. Uma leveza na alma que contagia, mas a busca e a conquista são individuais, já que nos permite a liberdade de compartilhar e habitar na mesma nave, mas cada um é responsável pela a imensidão da caminhada.
É maravilhoso andar sobre as águas, voar livres como pássaros, ir para onde quisermos. Com coragem e segurança invejável conseguimos conhecer outros horizontes. Às vezes tento descrever o quanto é grande a emoção de chegar bem perto e tocar os mais íntimos segredos... Sentimos o prazer de chegar ao fundo da mina e se deliciar com o tesouro mais precioso, do qual não aceita a visita de estranhos. E, com certeza, um castelo poucas vezes visitado, já que ultimamente a maior preocupação é trabalhar e, de alguma forma, o mais importante é a quantidade de dinheiro guardado e a conta bancaria bem gorda, aliás, única obesidade aceita.
Tomemos como exemplo as cantigas de ninar, registradas na memória e com o tempo adormecidas, mas é impossível esquecer, principalmente por estarem guardadas em uma máquina perfeita, de uma competência insubstituível, e, quando percebe que você está com a caixa cheia de informações, separa e guarda os dados de acordo com sua precisão e busca, as quais são interpretadas com uma ternura que emociona, demonstrando todo calor, o cuidado e proteção das mães para com seus sempre amados filhos. E, de acordo com minha vivência, vejo com muita alegria que toda a natureza é movida a música. Os que não carregam herança genética, passado de geração a geração, adquirem a herança do coração, que dentro de uma sensibilidade imensa injeta nas veias num processo automático, onde a natureza faz sua parte realizando o procedimento.
Tal sentimentalidade impregna na alma das crianças um enlevo tão enternecedor, que fica incrustado na memória dos pequeninos de forma inesquecível por toda a sua vida.
Da mesma forma em outras ocasiões a entrega é total, é raro deparar com alguém que não mergulha de cabeça nesta paixão. Hoje há vários gêneros, paixões para todos os gostos. E a meu ver é outra cria da natureza que nos faz saber que o mundo é grande e tem lugar para todos... Sem exceção. A música marca e acompanha indefinidamente toda a nossa existência, em quase todas as esferas.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Ruas


Caminhando livremente pelas ruas da cidade, sem destino, dia e noite, queria apenas observar a trajetória da natureza e pensar na construção do mundo.
O vento resolveu dar o ar da graça e presentear-me com sua companhia, ele ia e voltava balançando meus cabelos e tocando minha pele.
É um momento mágico o encontro com as surpresas que surgem, e é gratificante parar com a correria e se propor á ver outros horizontes.
Há muitas coisas belas que damos por extintas, e, no entanto estão vivas e tão perto, mas não vemos, porque deixou de ser prioridade.
Não é fácil deixar os compromissos que consideramos inadiáveis para simplesmente curtir a vida e nossos momentos. Mas é possível ponderar e tomar as rédeas da situação.
Sei que temos paixões que colocamos em um pedestal, e nos tornamos escravos.
Mas a liberdade é um tesouro muito valioso e se abrir mão dela, viverá vegetando, e tanto faz viver ou morrer.
Nas ruas, vi o andar da carruagem, das motos, dos carros, ônibus e caminhões.
E olhando para o céu, os aviões voavam lotados e tristonhos, dificilmente os passageiros viajavam descontraídos, porque a maioria estava com os minutos contados, e com medo do atraso.
As ruas hoje em dia mudaram muito, quando o sol se põe, as pessoas se escondem junto com ele, e a coitada da lua chega sozinha, e as ruas desertas e tristes á recebem.
Por muitas ruas caminhei alegremente, deparei-me com uma realidade bem distante daquela que havia nos tempos de outrora.
O medo tomou conta e a insegurança encontrou abrigo, mas no mundo e nas ruas não existem apenas dissabores.  São imensos os obstáculos e as barreiras que criamos, dando apoio e hospedagem para a solidão.
As ruas da cidade estão solitárias, e convivendo com fantasmas.  Crianças alegres gritando de felicidade, hoje até os sorrisos delas são limitados e desconfiados.
Mas a natureza é sabia e criou anjos para levantar a bandeira da esperança da paz e do amor.
Nas ruas com olhos do amor caminhei e pude constatar que tudo pode ser melhor, se quisermos. Mas o problema é que são poucos que abraçam a causa.
Ouvi relatos que o sonho é abandonado no meio do trajeto, porque uma andorinha só não faz verão. E as pessoas são assim, objetivos em comum, uma busca única. E exige perseverança de todos os componentes.
A chuva caí nas ruas e a água vai para vários lados, senti que ela estava dando-me um sinal, como se quisesse me dizer para continuar. Entendi então que não vou mudar de vida, mas nesta vida, minha obrigação é ser feliz, e atingir este ponto e ir de encontro com a felicidade, despida de orgulho e entregar-se de corpo e alma, são para poucos.

domingo, 6 de novembro de 2011

Abraça-me

Coloque as coisas no lugar
Veja o brilho
Sinta o carinho
Receba seu presente
Se vai gostar ou não
Deixe o tempo falar
O amor agora está conosco
Não procure atalhos
Viva! Não fuja
Novidade assusta
Felicidade que chega
Invade e não pede licença

Encontro inesperado
Almas gêmeas
Explosão de sentimentos
Nada proibido
É tudo tão novo
Abraça-me... Vamos viver!

sábado, 5 de novembro de 2011

Problema seu

Querer e querer
querer do seu jeito
Piada!
Amar eu amo
O amor é lindo
Tachado de cego
Creio lento, devagar chega



Problema seu
Indecisa eu?
Piso onde meus pés alcançam
Se confio embarco, viajo
Vivo!
Se treme me solta
Eu heim, amo mas assim:
Estou fora



Amar é muito bom
Ter afinidades e os mesmos anseios
Melhor ainda
Mas o problema é seu
Indeciso e prepotente!
Canoa furada, rejeito carona.

Saudade de mim

Saudade da infância
Tantas recomendações
Broncas silenciosas
Apenas com o olhar

Olhos que me seguia
Liberdade que existia
Assistida, mas segura
Não temia... E apenas vivia

Brincadeiras de roda
Pega-pega, bandeirinhas
Papai que chamava para recolher
Mamãe que defendia:
Estou aqui, pode deixa-las mais um pouquinho


Saudade de mim
Que fui tão feliz e sabia
A realidade pode mudar
Mas a criança aqui... Nunca!

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Setenta e quatro anos,hora de simplesmente ser feliz!



       Especialmente para: AURÉLIO ROSALINO SERESTEIRO
Quando seguimos com alegria e buscando meios para disseminar o amor, não estaremos livres dos obstáculos e do stress. Às vezes, não queremos seguir com tanta velocidade, no entanto chegamos em um beco sem saída. Pois o tempo nos obriga
Não criamos a lei da natureza, mas fizemos muitas alterações, na certeza de sempre dar um jeitinho. Sei que nosso mundo não é perfeito e muitas coisas vêm contra nossas vontades. Nossa vida também não é só um mar de rosas, com tantas belezas os espinhos pegam carona.
Mas gosto de optar pelas coisas boas que vejo e pessoas maravilhosas que conheço. Quando cumprimentei Aurélio Rosalino pela primeira vez, fiquei feliz por estar viva e não perder este momento tão belo, e senti de imediato que mudaria minha vida.
No barco que a vida segue, por muitas e muitas vezes pensamos em desistir do percurso. Olhamos a infinidade das águas e inúmeras vezes surgem incertezas e nos perguntamos: será que devo continuar ou desistir? Muitos ressuscitam a coragem e seguem, e bem distante dali, almas perdidas são encontradas iguais à sua. E juntos resgatam valores e tesouros que almejam em comum. Outros sentem o vazio da solidão e desistem, e não se realizam de maneira alguma.
Chega uma fase em nossa vida, que pensamos estar só, na caminhada do bem. Mas a natureza desempenha um trabalho maravilhoso e promove o encontro dos anjos corajosos. Fico orgulhosa de ver que tenho a companhia de Aurélio Rosalino e de todos os Amigos da Seresta.
Aurélio Rosalino, aos setenta e quatro anos de vida, milhões de parabéns para você, que seu coração se complete e não sinta dor de espécie alguma. Queremos sempre ser muito amados, e não decepcionar nunca, mas é uma tarefa difícil para os humanos. Aurélio Rosalino, não importa o que fez ou deixou de fazer, acredite, é hora de simplesmente ser feliz, não dá para agradar o mundo. Mas deixe o mundo agradar você, porque você merece.
É um exemplo a ser seguido, valorizando a música e unindo os amigos. Acolhendo e abraçando todos com muito carinho. Dentre as relíquias que carrego na vida você é uma delas. É contagiante sua alegria de viver e o esforço para não deixar morrer a amizade, a música e a união que em todos os momentos vão fazer a diferença.
Que seus dias, meses e anos; horas, minutos e segundos sejam repletos de alegria, que suas lágrimas caiam somente de felicidade, porque apesar das pedras que vamos encontrar sempre pelo caminho, temos a obrigação de sermos felizes. Parabéns para você.
                                                     

Um dia básica

Um dia sem...
Sem baton, sem esmalte
Sem maquiagem
cabelos soltos ao vento.

Um dia, mês
um tempo   natural
higiene mental e corporal.
Despida de orgulho.

Um tempo sem pintura
 Olhar firme e sincero sempre
Autêntica, com ou sem salto
de havaianas descansa
de ténis corre,
descalça sente terra

Um dia, horas, minutos  ou segundos
Sem máscaras
Sentido a natureza e a beleza da alma
toco minha pele e percebo
alterações físicas irreparáveis
E conquistas intransferíveis.


Um dia básica
Aparentemente sem vida
mas a paz interior é um castelo
onde olhares estranhos,
ou maliciosos, tem entrada proibida

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Hoje

Mudanças podem ocorrer.
Sorriso sincero.
Recua rapidamente.
Incerteza presente.



Golpes inesperados.
Retorno ao começo.
Fragilidade adormecida.
Corajosamente caminha.


Impressionante...
Ressurgem das cinzas.
Forças desconhecidas.
Hoje posso crer, podemos tudo!

É fácil

Em instantes decepcionou.
Satisfeito foi capaz.
Atitude de covarde.
Desprezou, ignorou.
Brincou e conseguiu.

É fácil...
Dizer adeus em segundos.
Emoções bloqueadas.
Máscara deformada.
Corpo inerte.

Tocou uma canção.
Superior, ficou ali.
Não abriu a porta.
Ninho de amor,
que se desfez.

É fácil para você!
Que tem o dom de tirar a paz.
Recuar quando acha que deve.
Vive o momento enquanto o convém.

domingo, 23 de outubro de 2011

Amantes

No amor é inegável,
todos querem ser mais.
No coração cabe vários tipos.
Corpo exigente consome todo o tempo.

Brincam com fogo,
pagam para ver.
De repente o sufoco.
Beco sem saída.

Paixões...
Viver ou correr
Fogo queima e não quer saber.
Amantes... Caminhada arriscada.
Desejo oculto ou...
Busca frustrada.

Vamos sorrir

No palco da vida.
O espetáculo já começou.
Sorrindo ou chorando;
o tempo é o mesmo.

Vamos sorrir...
A dor é inevitável,
mas alegria de viver é única.
Momentos felizes passageiros.

Flores no jardim.
Objetivo alcançado,
sonho realizado.
Vamos sorrir... A vida é muito bela!

Fera ferida

Fera ferida...
Carnívora, animal insaciável.
Não faz armadilhas,
ás vezes é caça, não foge.
Enfrenta, não pensa.


Deita e rola.
Sem pressa come,
se farta.
Sabe o caminho,
mas decidida muda o percurso.

Quer um abrigo.
Um apoio, não muletas.
Difícil encontrar par compatível.
Fera ferida, magoada... Mas viva!

Ela é assim

                                                               
                                                            
Mãe, mulher...Chora e sorri
Salta alto, mas não deixa a peteca cair
Às vezes fica em cima do muro
É humana e ama.


Assusta diante das  surpresas
Chega até temer
Mas espirito de guerreira...
Dorme, acorda e recumpera os remos


Ela é assim...
Pode dançar conforme a música
Seus pensamentos podem mudar
Mas sua essência é única.


Manda embora

Manda embora o amor
Cheio de razão
Cobranças desnecessárias
Seguro de si...


A vida de fato é bela
Amar é tudo
Respeito é preciso
Palavra dita; flecha certeira.



Parece que não tem coração
Sentimentos que marcam
Manda embora o amor,
ordem aceita; crença viva!
Tudo passa.

Prefiro dormir

O vulto me segue.
Me escondo
Ouço passos na escada
Desespero mudo.


Corro, fecho a porta
Vejo a sombra pela fresta
Grito mãe quero colo,
ela não ouve.


Tento fugir desesperadamente.
Na confusão dos pensamentos,
loucura,incerteza,medo!
Mãos grandes, rosto assustador.
Caio e penso; prefiro dormir.

Velocidade

Como pássaro livre a voar.
Posso sentir o vento,
longe de tudo sigo.
Decidindo correr contra o tempo.



Encontrando inesperadamente
Um ser indo embora...
Pegando carona na companhia,
voaram juntos...



Livres deixaram de serem.
Descobrindo juntos a felicidade!
Muitas coisas em comum.
Desejo mútuo...
Velocidade inexplicável.

Lembranças

O brilho nos olhos.
A lembrança da procura.
O encontro desejado.
Almas gêmeas.

Momento cobra decisão,
escolha feita.
Arrependimento que tarda,
mas chega.

Nos vemos um no outro.
Mas a separação é inevitável,
por escolher proteger, quem julgamos frágil.
Engano que conseguimos enxergar.
Coragem falta para viver!

Meu alimento é a lembrança...
Felicidade que agora sentida a distância.
Vigiada e seguida pela fragilidade,
que  acompanha-me como um animal faminto.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Absolutamente nada

É vontade de falar.
Saudade a sufocar.
Medo de se entregar.
Orgulho que faz cegar.

Carência visível,
corpo imóvel.
Olhos que abrem e fecham.
Pés e mãos que tentam mover-se.

Muitos desejos ocultos.
Era nitído a existência.
Mas não externizava.
Algo se esperava...
E absolutamente nada!

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Caminhando nos trilhos de Araçatuba


Cheguei a Araçatuba aos dezessete anos, na flor da idade e graças dou por ter chegado a tempo de sentir de perto a emoção e a sensação de liberdade, apesar dos perigos.
Sei o quanto é dolorida a saudade de um tempo que não volta mais. As estrelas do céu permanecem a brilhar, assim como a felicidade em minha mente e coração por ter vivido e ter feito parte da minha cidade que amo tanto. Não joguei meus sonhos para o alto.
Brincava a todo instante, mas não me distraia, estava atenta e sabia que, apesar de estar tão feliz, via que as coisas mudariam, não por estarem erradas, mas porque algumas coisas têm que deixar de existir para nascerem outras. Por mais que amemos algo, a busca pelo melhor é preciso. O que dá para se guardar, se guarda, mas infelizmente há situações inevitáveis. Por muitos objetos temos imensa consideração e zelo, pois fazem, ou fizeram, parte de nossa vida, mas um dia desaparecem e alguns sem deixar rastros.
Antigamente não havia tanto recurso para registrar e restaurar obras deterioradas pelo tempo. E eram radicalmente destruídas. Nos dias atuais temos meios, e com total ajuda da tecnologia, que nos poupa tempo e dinheiro. Podemos salvar imensas relíquias, mas é claro que todos devem ser conscientizados que tudo faz parte de sua própria historia.
Como seres humanos, erramos a todo instante, e muitas vezes a memória falha. Homens que crescem e quebram seus antigos brinquedos, guardados com tanto carinho pelos seus pais, desfazendo e mal dizendo aquilo que tanto fez sua alegria, por exemplo.
Caminhando pelos trilhos de Araçatuba, com o vento batendo em meu rosto, balançando meus cabelos, pude ir além do que eu podia imaginar e descobri naquele momento tão mágico que vou continuar em busca da realização dos meus objetivos.
E sempre vou gritar aos quatro ventos que sou sempre mais você, Araçatuba. Senti sua alegria e seu amor por mim, mãe de coração, que até hoje recordo do meu nascimento. Ao ver-me, abriu os braços e sorriu para mim. Na entrada da Avenida Brasília, gritei: ‘Araçatuba, cidade dos meus sonhos’. Neste exato momento, vinte e quatro anos depois, minha alma explodindo de felicidade e realização, me obriga compartilhar.
Hoje, caminhando nos trilhos da imaginação, vem a lembrança nítida de vários episódios reais nos trilhos de Araçatuba, até meus pés ficaram firmes e minhas mãos tocando a realidade tão bem vivida e que será mesmo inesquecível. Dentro de mim fica uma lembrança saudável, porque sempre segue comigo o abraço e espaço para receber o novo, que a principio assusta, mas logo fará parte do nosso álbum de família.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Por que chora mamãe?

Um dia vai saber...
Mamãe não chora só de tristeza.
A felicidade de ter você é imensa.
Minha alma transborda de alegria.



Ás vezes penso que não mereço tanto.
Preciso chorar, lágrimas que caem,
é muito amor.
Respeitar suas opções doe...
Mas faz parte do seu crescimento.



Por que chora mamãe?
Sei que cresceu, mas perdoe-me...
Sempre vai ser meu bebê.
Entendo e aceito as mudanças.
Mas mamãe chora de saudade!

Coração de mãe

Uma mãe é para todos os filhos,
e nem todos é por ela.
Verdade que conheço há anos...
e só agora creio.


Os braços de uma mãe não se fecham nunca.
Filhos que sempre esquecem isso.
Tempo que passa e não volta.
Recordações que não se apagam jamais,
adormecem, vão e voltam.

Olhos atentos para não perderem...
A beleza e a magia,
de um amor único e insubstituível.
Filhos que por orgulho deixam-a de lado.
Coração de mãe que só sabe amar.

Parabéns meu amor

Parabéns para você.
Luz da minha vida,
razão do meu viver.
Tesouro precioso.

Parabéns...
Felicidade sempre.
Que em seus momentos,
tenha muita paz e entendimento.

Parabéns meu amor.
Parabéns filho querido,
amado, desejado.
Marcelo Augusto.
Parabéns pelo seu aniversário.

É sorrindo

É sorrindo que corro para seus braços,
e aceito os abraços.
Sem medo de ser feliz,
sorrindo sempre vai me encontrar.

Deus é generoso comigo.
Sempre dando-me a oportunidade,
de sentir o amor.
Sinto-me como única filha,
sem egoísmo, mas totalmente amada.

É sorrindo que entrego-me,
até choro de felicidade.
Ás vezes meu corpo não acredita,
que este paraiso é meu.
É sorrindo que sigo...

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Pai

Pai sinto sua presença.
Tento seguir seus passos.
Obedecer não é fácil.
Tento agradar dentro do possível.

Pai, você é amor sincero.
Sempre te amei.
Cresci vendo tudo de bom,
que fazia para mim.

Pai   você não esta aqui para ver...
Que sou como desejou que eu fosse.
Faço tudo de acordo,
com o que me ensinou.

 Pai quando te perdi...
Pensei que não aguentaria,
dor insuportável,tentei fugir.
Sobrevivo sem ti, mas dor que não passa.

Sei o quanto me amou...
Até na sua partida me poupou.
Foi muito amor e zelo.
Minha alma grita de saudade de você!

Nas águas do Mato Grosso do Sul

Nas águas do Mato Grosso do Sul...
Desci cachoeira,
flutuei no espaço,
naveguei rio abaixo.

Vi o céu...
Cheguei ao fundo,
sentindo as águas,
vi um novo mundo.

Nas águas...
Conheci o paraiso.
Vi de perto os peixes nadar.
Senti o carinho das plantas,
no meu corpo a enrolar.

Nas águas...
Descobri a vida,
aprendi ama-la.
As águas é uma riqueza,
do nosso planeta.

Nas águas...
senti-me uma princesa.
um banho de amor,
impregnou minha alma,
de tanto prazer!

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Tempo

O tempo é nosso aliado.
Ele é remédio...
Trás a cura,
mas  precisa saber dosar.

Pode brincar com o tempo.
Ele esta sobre seus cuidados.
Se vacilar o desespero vai bater forte.
Você pode voltar atrás...
Mas não tem borracha que apague.
E lápis que refaça a trajetória,
de um tempo que você desenhou.

Não deixe o tempo escorrer,
por suas mãos, feito areia...
Que o vento leva e não devolve.
Ele esta do seu lado.
Cabe a você decidir.
Se o quer como amigo ou inimigo.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Sorria

Sorria sempre.
Momentos decisivos,
vamos ter a todo instante.
Os problemas existem,
e você pode por eles;
dentro do seu bolso...
Ou virar picadinho nas mãos deles.

Sorria! A vida é única.
Vivo sorrindo.
Sou feliz!
Não deixo o mal ser mais.
Enfrento avalanches de maldades.
Línguas felinas...
E minha resposta é:
A vida é bela e... Sinto muito.
Meu tempo é precioso.
Não perco tempo com conversa fiada.

Aprenda viver

Deixe as crises de lado.
Esqueça o orgulho.
Alegre-se por você.
Lembre-se de você.

Caminhe para frente.
Pare com tantos lamentos.
Faça uma oração.
Liberte-se...

Busque o sorriso.
Deixe de burrice.
Claro,você pode ser feliz!
Desabafa-se com Deus.
Não coloque defeitos,
nos outros e em si mesmo.
Sejas você!
Aprenda viver!

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Sonhar é preciso




É preciso sonhar.
Ser feliz é muito bom.
Fazer planos e seguir em frente.
Os obstáculos não é aviso de desistência.


Pedras no caminho sempre vai encontrar.
Tempestades constantes...
Desafios que julgará incapaz.
Sonhar é preciso.
Ciênte que tudo é possível,
mas nada cai do céu.

Amigo do diabo

Sempre atento,
não perde um segundo,
vive sorridente... Mas da vida alheia.
Um infeliz, não sabe o que é amor.

Se faz de santo...
Mas o mal cheiro denuncia.
Pensa que sabe dos fatos.
Prega aquela Moral.

Na verdade não vive, vegeta.
Olhos de piedade... Sinta prazer,dele alimento-me.
Amigo do diabo é você!
Que nunca amou e foi amado.
Para  sua má língua digo:
Nem sofro, sou feliz e basta-me!

Você pode

Você pode por um fim...
fingir que tudo acabou,
a escolha é sua.
Só sei que é uma luz,
flutuando na ilusão...
Vou vivendo.


Você pode correr...
Se protengendo segue tristonho.
Feliz provando a liberdade,
caminhando vou.


Você pode mudar a rota.
A história terminou...
Mas a vida continua.
O amor não morre,
mas um lar seguro procura.

Madrugada

O sono me falta.
Noite fria...
Você esta ausente.
Mas em pensamento,
fazendo uma tempestade,
em minha mente...

 Madrugada...
A isônia insiste,
ultimamente é de alegria.
O vento bate na janela.
Telefone toca...
Coração dispara.
 
O amor avisa...
Cheio de saudades querida.
Não consigo dormir.
Sem você aqui.
Almas unidas que se aquecem,
mesmo a distância.

Sonho

Quero adormecer e acordar,
em teus braços meu amor...
E de fato acreditar,
que você esta na minha vida,
fazendo parte dela e...
amenizando os dissabores que surgem.


Agarrei firme em suas mãos...
Mesmo que eu transpire não me solte.
Você é a melhor coisa que aconteceu!
É o sonho realizado.
A realidade mais sublime.
Felicidade intensa.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Voam sem asas


                 
 A felicidade existe, mas na maioria das vezes deixamos ela escorregar feito areia nos vãos dos dedos. Voam sem asas coisas boas e más, e estamos vulneráveis e livres, apesar dos direitos e deveres, há muitos valores que a sociedade coloca em primeiro plano, ainda somos donos de nossas escolhas, em algumas situações o mundo vira contra você e depois se vê obrigado a voltar atrás, porque nem tudo é regra, e existem inúmeros fatores que perdem o controle das mãos humanas. Exigir perfeição é algo fora do alcance, mas trabalhar para o bem de todos é um caminho árduo, mas gratificante.
É claro que seria bem melhor amar tudo e todos, mas há quem afirma que poderia não ter graça se fosse assim.  É impossível estar de acordo com tudo, mas é possível conviver em paz com as diferenças. Não é mais fácil, porque temos orgulho e muitas vezes não valorizamos as coisas e pessoas que estão por perto sempre.
Voam sem asas o amor e ódio, e o universo traz e mostra que ser livre só não basta, a inteligência para definir bem seu próprio caminho é fundamental.
O medo de abraçar e acolher a semente do bem faz defasar a colheita. Para muitos é mais fácil acomodar-se e resmungar a vida toda, do que encarar e tentar.
Sei que é fácil pedir coragem aos outros, eu não peço, e nem digo que temer é errado. Acredito que o certo é dosar os sentimentos, e adquirir equilíbrio.
Vale a pena se esforçar e tornar seu sonho realidade, mais do que querer, tem que lutar, e não desanimar na primeira queda.
Tudo serve de aprendizado, o que não deve ocorrer é perder as oportunidades, o ânimo, e a vontade de chegar, mesmo que não seja ou aconteça exatamente do jeito que planejou, e o que importa é sentir-se feliz e satisfeito.
Na maioria dos casos, as pessoas se decepcionam com o rumo que suas vidas tomaram, e nem sempre admitem e aceitam um recomeço. Não entendem que temos o direito de mudar de opinião e a rota. 
Voam sem asas, a natureza, os homens, todo o planeta, misturados filhos e agregados em busca do mesmo objetivo. A realização de seus anseios, cada um com sua particularidade.
Seguem sua viagem, voando sem asas e sem data marcada, em uma velocidade não controlada, porque cada piloto conduz sua nave. Dentro de o tempo não determinado.
É evidente, o percurso é o mesmo, os sonhos e desejos são incontáveis, mas cada um é responsável pelo que quer e o que almeja.
Voam sem asas, uns inocentes, outros com muita cede, e o mais importante, dentro do contexto todos vão conquistando seus méritos.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Filho


Meu filho, meu amor, você pode achar que não precisa de mim e do seu pai, mas o amor é indispensável meu querido. Todos passam por uma fase confusa na vida, mas você tem que saber que para nós, não há nada mais importante do que amar você.
Eu sou sua mãe, e não deixo de pensar em você um segundo, respeito suas vontades e suas escolhas, mas abandonar jamais.
Um dia você vai entender que fiz e faço loucuras para ver você bem, e sei que ás vezes  o que é certo para mim, talvez não seja para você. Mas chegará a hora que vai me dar razão.
Você é o filho que eu pedi para Deus, filho do amor.
Quando você tiver seus filhos, vai compreender que a dor deles é a sua,  sempre te disse que você e seu irmão seriam livres, mas ter liberdade meu filho é saber fazer as coisas de uma maneira que não pise só em espinhos.
Caminhar sempre observando se esta na direção correta, e vai ter que ser esperto o bastante, para não perder o rumo e se perder no percurso.
Não negue á você o amor de seus pais que é todo seu, e poderíamos ter  tido dez filhos, o seu lugar é único meu filho.  Ter afinidade, diálogo, não significa amar mais ou menos.
Filho, a cor da pele e a fisionomia também  não importa, o que manda é o sangue que correm em  suas veias e sua herança genética.
E  onde quer que vá ou esteja, você pode conviver e gostar de  outras pessoas, mas igual aos seus pais jamais.
Filho só com o tempo;  vamos perceber e compreender que amor de mãe é único, e o lugar ninguém  toma, pode até tentar, mas não consegue.
Você hoje pode dizer que não precisa da sua mãe, mas acredito que  lembra   do  quanto já chorei, muito medo tive de perder você para o mundo.  Tomei atitudes que você odiou, mas em breve vai absorver o desespero da sua mãe, aí então vai conseguir compreender...
 Quem ama não acha natural ver  seu filho trilhando uma rota na qual, o ponto final é obscuro e sem volta. Eu prefiro  ganhar o Oscar de mãe mais chata do mundo, do que passar a mão na cabeça, e assinar o atestado de  óbito do meu filho.
É lógico que as coisas mudaram muito, e até a função das mães foram alteradas... Mas eu fui e sou aquela mãe coruja, amo demais meus filhos, um amor imenso, incomparável...
As mães são anjos, que deve servir de guia, já fui a  melhor mãe do mundo, hoje sou a mais chata... E  sorrindo sigo, com a lembrança de que também já fui filha.
Meus pais me criaram livre, mostraram-me o caminho,  vivi meus conflitos, mas não tive a necessidade de excluir eles  da minha vida. Como infelizmente acontece  com os jovens  hoje em dia.
Os pais se matam para dar do bom e do melhor,  realizar todos os gostos e desejos e... E no final das contas... Ouvem apenas...  A vida é minha e você não tem nada a ver com isso.


sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Perdoe-me

Quero distância de você.
Vivi  um sonho em seus braços,
Também sei que fui...
Um presente que a vida deu para você.

Na realidade,
trouxe-me felicidade,
mas por medo de sofrer,
a razão não aceita a união.


Perdoe-me...
Que bom que que esteve aqui,
visitou um coração solitário,
que da adeus a você.


Perdoe-me...
Coração orgulhoso,
recebeu-lhe humildemente.
Percebeu um deslize,
ficou desconfiado e afirma...
Que não aceita migalhas.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Filhos

Filhos do amor,
filhos da alegria,
filhos desejados,
filhos muito amados.


Filhos queridos,
filhos carinhosos,
filhos brincalhões,
filhos inteligentes.

Filhos mal educados,
filhos briguentos,
filhos rebeldes,
filhos ingratos.

Filhos zangados,
filhos egoístas,
filhos ignorantes,
filhos...

Filhos não importam seus defeitos,
amados de todo jeito.
Para ás mães os filhos...
São perfeitos.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Contaminada

Contaminada...
De desejos,
carinho, beijinhos.

Contaminada...
Pela vontade de viver,
alegria de amar,
e ser correspondida.

Pelo prazer de sua companhia,
sua juventude,
seu sorriso,
pelo seu amor.

Contaminada...
Para surpresa minha,
que achava estar vacinada.
Agora diagnosticado.
Fui fisgada...
Estou amando e sendo amada.


Música

Que tipo de música você gosta?
Românticas, sertanejas, rock,
valsas ou boleros.
Das canções dos pássaros...
Do Roberto Carlos, Ivete Sangalo,
Bruno e Marrone ou Franck Sinatra.

E o tempo?
Calor ou frio,
sol ou chuva, dia ou noite,
manhã ou tarde...
Sete ou onze  horas, quatro ou seis horas,
vinte e duas ou vinte três horas...

Sonhos e desejos?
Viver alegremente, liberdade, expressar sentimentos,
livre opinião e vida própria.
Mas... Entre músicas, tempo... Sonhos e desejos.
O melhor de tudo!
É passar por todas as etapas... Com você!
Amor da minha vida,
estando contigo, nada mais importa.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Limite de idade

Por opção ou por preconceito.
Por estar cansado ou ter desistido da luta.
Sufoca desejos.
Não tem mais sentimentos?


Limite de idade...
Vai se trancar em uma gaiola,
ou vai voar livre como um pássaro?
Vai continuar a jornada,
ou vai ficar de braços cruzados?




Limite de idade...
Após os cinquenta, sessenta...
Não pode?
Não quer mais amar?
Quer viver intensamente?
Ou simplesmente...
esperar a morte chegar.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

O portão

Portão aberto ou fechado. Um sinal nítido, uma lembrança viva e permanente que nos traz muitas saudades. 
Deixando claro que não temos mais liberdade.
E não adianta negar, fugir, a realidade está diante de todos, não tem como deixar de ver. Nem mesmo se fecharmos os olhos.
Há muito tempo, não precisavam de cercas, muros. Portanto não havia necessidade de portão. Hoje ele é bastante útil, mas não significa que temos privacidade.
Adquirimos o hábito de agarrar neste objeto como amuleto da sorte, cheios de correntes e cadeados.
 Nós nos enganamos, como se fosse o pirulito das crianças ou a chupeta, que acalma e engana. Fazendo a gente dormir, tranqüilos, e em paz.
Assim adormecemos, deixando também adormecidas a certeza que não temos mais segurança.
E cada vez mais, vamos colocando acessórios no nosso próprio pescoço, algemas nas mãos e uma carranca no rosto, demonstrado ares de poucos amigos.
Mas, já temos muitos exemplos de pessoas boas, que não são poupadas da maldade, imaginam as consideradas intragáveis.
Apesar de saber que a esperança é mesmo a última que morre, infelizmente dói, conferir que existe mesmo caminho sem volta.
Nem mesmo eu que sempre espero uma luz no fim do túnel. Mesmo a consciência tentando ser forte. Não tem um esconderijo.
Tento me livrar dos pesadelos, mas vivo em busca de respostas, ainda me lembro da minha infância livre.
Não vivo sob tortura, mas rio e choro só, as lembranças ainda vivem; das brincadeiras de bola, queimadas, pega- pega e bandeirinhas.
A mente não consegue desfazer as imagens únicas e intransferíveis. É inevitável não se perguntar, quem ou como começou as prisões.
Foi tudo muito rápido, e nos dias atuais, sinto muita pena das crianças, que mal chegam ao mundo. A coleira é sua primeira visita.
Choram e se debatem até que suas forças cessam. Logo vão ter ciência que o caminho é longo. Por mais que corra não tem como escapar.
Portões imensos, cercas elétricas, arames farpados, muros altíssimos.
Observando a correria das pessoas, da minha janela vi, inúmeros corações sofridos, fechados de tal maneira que eu podia sentir as faíscas, o curto circuito.
Os animais estressados como os donos. Ás árvores sendo arrancadas para facilitar a visão, no caso da aproximação de estranhos na propriedade.
Também vi uma menina que deveria ter uns cinco anos, atravessar a rua sozinha e o carro se aproximava. Arrepiada, desesperada, não tinha o que pensar. Gritar não ia resolver, tive sorte.
 Na minha casa não tinha portão, corri e graças a Deus, deu tempo.
E o melhor; salvei duas vidas...



                                    

Felicidade

                                                                                          
                                                                                        
Felicidade é um sentimento maravilhoso,
podemos compartilhar,
mas cada um deve ir em busca da sua realização.
Gostaria que todos encontrassem a fonte.
Já que o caminho e o mapa não é segredo,
mas infelizmente, a cegueira se apossa de muitos,
e passam despercebidos pelo tesouro.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Não sabemos

Jamais saberemos,
o que nos reserva
nosso Deus
a respeito do amanhã.

Não sabemos nada,
não podemos prever.
Apenas querer e viver.

A distância não
será pretexto
para o esquecimento.

Nossas diferenças,
jamais serão obstáculos,
para não mais nos amarmos.

Peão de Rodeio

 Força e coragem,
com o cavalo a saltar,
emoção explodindo,
o prazer no seu peito.

Peão de rodeio...
Invejo você,
com seu jeito de ser:
sem medo, alado,
sorriso colado,
aplausos do povo.

Bancadas repletas,
multidão a torcer.
Minutos contados,
procura vencer.

Peão de rodeio...
A paixão é maior,
que o prazer de montar.
Não teme e sabe,
vai fazer sempre o melhor.